Arena Corinthians | Infraestrutura Urbana

Equipamentos Públicos

Obra - Arena Corinthians

Arena Corinthians

Palco da abertura da Copa do Mundo 2014, estádio passou por grave acidente. Veja as tecnologias da obra, como estrutura pré-moldada

Por Bruno Loturco
Edição 39 - Junho/2014

Capacidade: 48 mil lugares
Localização: São Paulo
Valor da obra: R$ 820 milhões

ME/Portal da Copa

Com capacidade para 48 mil pessoas, a Arena Corinthians, por exigência da Federação Internacional de Futebol Associado (Fifa), ganhará 20 mil assentos para a Copa do Mundo 2014. As alas Norte, Sul, Leste e Oeste ligam-se pelas arquibancadas inferiores. Desnível de 40 m entre os lados deixa as arquibancadas do prédio Oeste à sombra. O lado Leste volta-se ao sol e esplanadas atrás dos gols permitem ver as arquibancadas da Radial Leste.

"Foi necessário movimentar grandes volumes de terra, remover interferências e executar contenções com 14 m de altura", comenta o gerente de operações da Odebrecht, Frederico Barbosa, sobre o muro de gabião ancorado por geogrelhas e os dutos de gás enterrados que tiveram de ser realocados.

As fundações foram executadas com estacas pré-moldadas centrifugadas - pela velocidade proporcionada - e estacas-raiz - para suportar esforços de tração devido à presença de água no subsolo.

A estrutura é predominantemente pré-moldada, com as peças mais pesadas fabricadas em canteiro. O sistema de amortecimento foi projetado na Alemanha e conta com dispositivo em concreto armado, abaixo das arquibancadas, e outro na forma de paredes de cisalhamento.

A cobertura estrutura-se em 32 treliças metálicas, cobrindo todos os assentos, mas não o gramado. O desnível de 6 m entre os lados favorece a ventilação e a acústica, e células fotovoltaicas ge - ram energia elétrica.

A fachada Leste recebeu telão de 170 m x 20 m e a face Oeste, vidros. Os projetores têm nível de iluminação de 5 mil lux (50% superior ao exigido pela Fifa), lâmpadas multivapor com temperatura de cor de 6 mil K, brancas, e distribuição uniforme para facilitar transmissões em HD e 3D. O gramado conta com sistema de refrigeração das raízes, sistema de sucção para drenagem e de irrigação.

Em terreno de 198 mil m², o estádio tem 189 mil m² de área construída e estacionamento para 3.701 vagas. Em sua construção, foram utilizadas 19.400 unidades de pré-moldados, 106 mil m³ de concreto, 5.500 t de estrutura metálica, 50.400 m de estacas, 6.200 t de armação.

Funcional e simétrico

ME/Portal da Copa Divulgação: Odebrecht
Capacidade durante a Copa, com 48 mil assentos convencionais e 21.160 móveis, será de 69.160 mil pessoas. Arena conta com 120 camarotes, seis mil cadeiras superiores cobertas, dez mil cadeiras numeradas cobertas e 3.500 vagas no estacionamento Para execução das 3.300 estacas, opção foi por pré-moldados, cravados com 14 bate-estacas - dez hidráulicos - trabalhando simultaneamente. Estacas-raiz aparecem em pontos sujeitos a esforços de tração

Originalmente a 790 m de altitude, gramado foi rebaixado a 777 m, remetendo à sede do clube, na rua São Jorge, nº 777, e ao ano de 1977, quando o Corinthians ganhou o campeonato Paulista Obra teve intenso uso de pré-moldados de concreto, com peças mais pesadas, com 18 t, 20 t e 35 t, por exemplo, como pilares, vigas-jacaré e transversais, lajes e paredes, fabricadas no canteiro
Foto: Bruno Loturco Foto: Bruno Loturco
Desnível de 40 m exigiu trabalhos de contenção, com muros de arrimo de até 14 m de altura e 400 m de extensão. Três subsolos do prédio Oeste exigiram escavação a 15 m de profundidade. Para evitar erosão, taludes foram protegidos com concreto projetado e hidrossemeadura



A um mês da entrega, última peça da cobertura, com 420 t, caiu sobre prédio Leste, levando dois operários à morte. Estudo da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UFRJ) indica afundamento do solo como causa, mas, até o fechamento desta edição, não havia laudo conclusivo



Momentos antes do acidente, durante início do içamento da viga que concluiria a execução da cobertura. Segundo a Odebrecht Infraestrutura, guindaste utilizado era o maior do Brasil, com 114 m de altura e capacidade para erguer até 1,5 mil t



FICHA TÉCNICA

PROJETOS - Arquitetura: Escritório CDC Arquitetos (arquitetos: Aníbal Coutinho e Antonio Paulo Cordeiro); Terraplanagem/drenagem: Canhedo- Beppu; Estrutura de concreto e metálica: EGT/ FHECOR; Estrutural/cobertura metálica: Werner Sobek; Detalhamento de estrutura e cobertura metálica: Brafer/Alufer; Hidráulica/elétrica/ telecomunicações: MBM Engenharia; Ar-condicionado: Tecnika Engenharia; Luminotécnica: T. Kondos Associados; Urbanização e paisagismo: SWA Group; Design de interiores: Gensler. CONSTRUÇÃO - Coordenação e operação: Sport Club Corinthians Paulista/Arena Fundo de Investimento Imobiliário; Construtora: Odebrecht Infraestrutura; FORNECEDORES - Concreto: Holcim/Engemix/ Concreserv; Aço: Gerdau; Cobertura: Alufer/Brafer; Pré-moldados: CPI Engenharia; Fôrmas para concreto: Mills/Peri/Doka; Elevadores: Otis.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos