Arena da Amazônia | Infraestrutura Urbana

Equipamentos Públicos

Obra - Arena da Amazônia

Arena da Amazônia

Estrutura metálica única e painéis de membrana compõem fachada e cobertura do estádio, cujo design lembra um cesto de palha indígena

Por Romário Ferreira
Edição 39 - Junho/2014

Capacidade: 44.480 lugares
Localização: Manaus
Valor da obra: R$ 669,5 milhões

José Zamith de Oliveira Filho/Portal da copa

A fachada e a cobertura da Arena da Amazônia são compostas por uma única estrutura metálica com design em referência a um cesto de palha indígena. Internamente, o estádio é bastante colorido, com sete cores de frutas, numa gama de tons que vai do amarelo melão ao goiaba. Ou seja, é como fosse um cesto de palha cheio de frutas brasileiras. O projeto é do escritório alemão Gerkan Marg und Partner (GMP).

As estruturas da fachada e da cobertura vieram de Portugal e foram montadas no próprio canteiro. Segundo Miguel Capobiango, coordenador da Unidade Gestora do Projeto Copa (UGP-Copa), a logística foi complexa, pois não havia área para distribuir essas estruturas de modo que elas fossem montadas e armazenadas todas de uma vez em torno da arena. A solução foi trazê-las em três remessas, de navio, para que pudessem ser montadas conforme o andamento da construção.

O revestimento da fachada e da cobertura foi feito com membrana de fibra de vidro, revestida com PTFE (politetrafluoretileno). Foram instalados 252 painéis de membrana, que possui propriedades como resistência, incombustibilidade, reflexão da luz solar e translucidez. A área total ocupada pelos painéis corresponde a 31 mil m². A estrutura e as arquibancadas do novo estádio foram executadas com concreto armado e pré-moldados.

De acordo com Capobiango, essa é a primeira obra (não só de arena, mas no geral) que busca certificação Leed na Amazônia e uma das primeiras na Região Norte. Apesar das soluções tecnológicas, a obra foi marcada por tragédias. Três operários tiveram acidentes fatais em serviços de canteiro (sendo dois de quedas em alturas superiores a 30 m) e um quarto trabalhador sofreu um infarto na desmontagem de um guindaste.

Cesto de metal

José Zamith de Oliveira Filho/Portal da Copa Danilo Borges/Portal da Copa-ME
Estrutura metálica importada de Portugal com design que remete a um cesto de palha indígena é a principal característica do projeto arquitetônico. Ideia é do escritório alemão Gerkan Marg und Partner (GMP), responsável por vários estádios da Alemanha, China e África do Sul


A fachada da cobertura possui altura aproximada de 22 m e a cobertura tem projeção horizontal de 41 m. A cobertura é composta por elementos em forma de X, soldados em suas extremidades, criando uma estrutura homogênea de elementos repetitivos


Danilo Borges/Portal da Copa-ME José Zamith de Oliveira Filho/Portal da Copa
Projeto visou a aproveitar os ventos de Leste e Oeste e direcioná-los para dentro da arena, a fim de amenizar o forte calor da região. Há 14 aberturas no nível de acesso do público às arquibancadas e, como esses acessos não têm portas, eles permitem a passagem dessa ventilação Toda água que cai na cobertura é direcionada para seis reservatórios com capacidade aproximada de 150 m³ cada. Objetivo é reutilizá-la para irrigação do gramado e nos sanitários


José Zamith de Oliveira Filho/Portal da Copa Danilo Borges/Portal da Copa-ME Chico Batata /Agecom-AM
Tecido de composição da membrana é revestido com PTFE, que reduz a aderência de partículas ou sujeiras na superfície e, consequentemente, diminui a quantidade de serviços de manutenção A translucidez do material da membrana é entre 4% e 22%, o que confere uma iluminação natural adequada. E a reflexão da luz, entre 65% e 75%, ajuda a manter a temperatura amena sob a área coberta São cerca de 420 refletores, cada um com potência de aproximadamente 2.000 W. Há 106 conjuntos de luminárias na cobertura e cerca de 160 refletores iluminando a fachada

FICHA TÉCNICA

CONTRATANTE - Governo do Estado do Amazonas; PROJETOS - Arquitetura: Gerkan Marg und Partner (GMP); Projeto de estrutura: Schlaich Bergermann und Partner (SBP); Projeto de cobertura: GMP e SBP; Projeto de infraestrutura: GMP; Fluxo de multidões: GMP (relatório); Instalações elétricas e hidráulicas: GMP; Consultoria Leed: Sustentech; CONSTRUÇÃO - Gestão da obra: Unidade Gestora do Projeto Copa (UGP Copa); Gerenciamento e supervisão: Consórcio Arena/Seinfra; Construtora: Andrade Gutierrez; FORNECEDORES - Concreto: Cemex; Aço: SinoBras; Membrana da cobertura: Cenotec; Pré-moldados: AG; Esquadrias: Mul-t-Lock, DKS Portas; Fôrmas para concreto: Mills Estruturas; Elevadores: Otis Elevadores; Louças sanitárias e metais: Deca e Docol; Pisos: Revitech (emborrachados), Eliane Revestimentos (porcelanatos e cerâmicas), ESP (flakes); Arcondicionado: JAM Engenharia; Tubos: Amanco e Tigre; Impermeabilização: Denver Impermeabilizações.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos