Córrego do Cordeiro - Para mitigar enchentes em São Paulo do afluente do rio Pinheiros, são construídos seis reservatórios com volumes de até 50 mil m³ com pilares e vigas pré-moldados e canalização em concreto armado | Infraestrutura Urbana

Meio ambiente

Obra

Córrego do Cordeiro - Para mitigar enchentes em São Paulo do afluente do rio Pinheiros, são construídos seis reservatórios com volumes de até 50 mil m³ com pilares e vigas pré-moldados e canalização em concreto armado

Por Bruno Loturco
Edição 53 - Dezembro/2015

Afluente do rio Pinheiros, o córrego do Cordeiro localiza-se na Zona Sul da cidade de São Paulo. Com cerca de 10 km de extensão, nasce na rua Sebastião Afonso e percorre 2,1 km em canal natural aberto com seção variável. A partir da rua Álvares Fagundes, segue por 8 km em galerias fechadas até desaguar no Dreno do Brooklin, em frente ao Shopping Morumbi, e, de lá, chegar ao rio Pinheiros, à frente da Usina de Traição.

Com grande parte de sua bacia impermeabilizada, o canal não comportava o volume de água das chuvas, levando a inundações recorrentes na região. Foi identificado um total de 19 pontos de alagamento, com histórico de vítimas fatais, prejuízos materiais e congestionamentos de grande monta.

No trecho não canalizado e em seus afluentes, o córrego sofre com a retirada da mata ciliar, erosão, ocupação de margens e deposição de esgoto sanitário e resíduos sólidos. Por esse motivo, a bacia integra o Programa Córrego Limpo, parceria da Prefeitura do Município de São Paulo com o Governo do Estado, que visa a aprimorar a coleta de esgoto, fazendo ligações domiciliares, prolongando redes, coletores e interceptores, além de remover e reassentar pessoas que vivem nas faixas de fundos de vale.

Intervenções previstas

Clique para ampliar

Conteúdo exclusivo para assinantes da revista Infraestrutura Urbana

Outras opções

Destaques da Loja Pini
Aplicativos