O que avaliar na hora de escolher entre comprar ou locar fôrmas e escoramentos | Infraestrutura Urbana

Fundações e Contenções

Tecnologia

O que avaliar na hora de escolher entre comprar ou locar fôrmas e escoramentos

Saiba como contratar, custos envolvidos, problemas comuns e inovações tecnológicas dos sistemas

Por Gisele Cichinelli
Edição 63 - Outubro/2016

DIVULGAÇÃO: ABRASFE
Locação é a prática mais comum do mercado. Devolução deve ser feita com nota fiscal de transferência

Diante da desaceleração contínua no setor da construção, a menor quantidade de projetos acabou estimulando uma forte concorrência no segmento de fôrmas e escoramentos. A diversidade desses sistemas construtivos ainda é grande e inovações não faltam, mas ainda cabe às construtoras decidirem pela modalidade de contratação e os sistemas mais adequados nesse cenário.

Fatores como velocidade de execução, tipologia estrutural, número de reutilizações, sistemas de fôrmas e escoramentos e verba disponível são determinantes e devem ser considerados na hora de tomar essa decisão.

Com boas margens de negociação, a aquisição de equipamentos, sobretudo os usados, pode ser uma opção atraente para as empresas que trabalham com um portfólio de obras com estruturas repetitivas e ritmo lento de execução. No entanto, além de estar capitalizada para investir na compra dos equipamentos, a construtora também deverá se responsabilizar pelos custos de armazenagem, manutenção e revisão das peças.

Conteúdo exclusivo para assinantes da revista Infraestrutura Urbana

Outras opções

Destaques da Loja Pini
Aplicativos