Governo do Mato Grosso rebate abordagem do TCE de que apenas 11,63% das obras da Copa foram executados | Infraestrutura Urbana

Transporte

Notícias

Governo do Mato Grosso rebate abordagem do TCE de que apenas 11,63% das obras da Copa foram executados

Percentual considera os valores das obras e não a sua execução. Segundo governo estadual, 70% das construções já foram concluídas

Luísa Cortés, do Portal PINIweb
19/Agosto/2016

Após o Tribunal de Contas do Estado (TCE) apontar que apenas 11,63% das metas dos Termos de Ajustamento de Gestão (TAG) foram cumpridas, a Secretaria de Estado das Cidades do Mato Grosso (Secid) rebateu a abordagem feita pelo levantamento.

Divulgação: Governo do Mato Grosso

Segundo o governo, cinco obras foram entregues desde fevereiro, quando se deu a homologação do termo. A Secid afirma, ainda, que os cálculos do TCE consideram como base para o percentual divulgado os valores monetários das obras em questão, e não a sua execução. A porcentagem de 70% divulgada pelo MT considera as obras como unidades.

O TAG foi assinado pela Secid, pelas empresas envolvidas e pelo TCE com a finalidade de conclusão dos projetos iniciados em função da Copa do Mundo realizada no Brasil, em 2014.

O governo afirma que mais oito obras estão em andamento. Se somadas às já concluídas, totalizam 70% dos 18 TAGs desse tipo. No total são, 22 TAGs, sendo quatro de empresas supervisoras de serviços.

As obras executadas até agora são a duplicação da Estrada da Guarita; o muro limítrofe da Vila Militar; a duplicação da Rodovia Mário Andreazza; o morro do Despraiado; e ruas e avenidas do entorno da Arena Pantanal, o Lote I.

Dentre as construções em andamento, a Secid garante que a Trincheira Verdão, na avenida Miguel Sutil, também já está terminada, e que já emitiu o seu termo de recebimento provisório. Também há o Complexo Tijucal, que é prometido para o início de outubro.

Dos 22 contratos do TAG, quatro apresentam problemas graves e um foi rescindido. O Centro Oficial de Treinamento (COT) da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), por exemplo, possuía entraves nos projetos, assim como a revitalização do Córrego 8 de Abril.

O Aeroporto Marechal Rondon, por sua vez, não apresentou o cumprimento dos itens estabelecidos para a sua construção, e foi solicitado o rompimento do seu contrato. A TI-Telecom Arena Pantanal continuava sem vistoria até o mês de junho, e a Trincheira Santa Rosa teve seu contrato rescindido, devido ao pedido de falência da empresa responsável.

O governo garantiu, ainda, que o processo licitatório para a retomada da Trincheira Santa Rosa deverá ser iniciado em cerca de um mês e meio.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos