BNDES vai destinar R$ 2,56 bilhões para primeiro sistema de transmissão da Usina de Belo Monte | Infraestrutura Urbana

Energia

Notícias

BNDES vai destinar R$ 2,56 bilhões para primeiro sistema de transmissão da Usina de Belo Monte

Com dois mil km de extensão, linha sairá do Pará em direção a região Sudeste do País

Luísa Cortés, do Portal PINIweb
20/Fevereiro/2017
Shutterstock

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai financiar o primeiro dos dois sistemas de transmissão da energia elétrica da Usina Hidrelétrica (UHE) de Belo Monte, no Pará. Serão R$ 2,56 bilhões investidos a longo prazo, além do empréstimo-ponte já oferecido pelo banco de R$ 718 milhões.

A linha terá dois mil km de extensão em direção a região Sudeste, passando por 65 municípios em quatro estados, além de subestações de conversão de energia em Pará e em Minas Gerais. Ela deverá transportar até 4 mil MW em corrente contínua de 800 kV, o que a caracteriza como ultra-tensão. A tecnologia, inédita no Brasil, possibilita menores índices de perdas de transmissão em grandes distâncias.

Quem receberá o financiamento é a sociedade Belo Monte Transmissora de Energia SPE S/A (BMTE), controlada pelo grupo chinês State Grid (51%) e pelo Grupo Eletrobrás, através das subsidiárias Furnas Centrais Elétricas e Eletronorte.

Dos R$ 5,6 bilhões orçados para o projeto, aproximadamente 46% serão repassados pelo BNDES, sendo R$ 1,68 bilhão em operação direta e R$ 875 milhões por meio da Caixa

Econômica Federal. Mais R$ 520 milhões poderão ser previstos pela emissão no mercado de debêntures de infraestrutura.

A previsão é de que as obras, já iniciadas, sejam concluídas em fevereiro de 2018.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos