Oito aeroportos no interior de São Paulo serão reformados e ampliados | Infraestrutura Urbana

Transporte

Notícias

Oito aeroportos no interior de São Paulo serão reformados e ampliados

Terminais localizados nas cidades de Araraquara, Araçatuba, Barretos, Bauru, Franca, Marília, Presidente Prudente e Sorocaba terão obras de reforma orçadas em R$ 1 bilhão

Kelly Amorim, do Portal PINIweb
1/Agosto/2014
Divulgação: Daesp

O ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, anunciou na última quinta-feira (31) a abertura das licitações para as obras de reforma e ampliação de oito aeroportos no interior de São Paulo. Os terminais, localizados nas cidades de Araraquara, Araçatuba, Barretos, Bauru, Franca, Marília, Presidente Prudente e Sorocaba, deverão passar pelo licenciamento ambiental para que sejam lançados os editais de licitação, o que pode acontecer dentro de 60 dias. A previsão é de que as obras custem em torno de R$ 1 bilhão.

De acordo com a Secretaria de Aviação Civil (SAC), os aeroportos representam metade dos 19 aeroportos paulistas contemplados pelo Programa de Investimentos em Logística: Aeroportos (PIL), criado pelo Governo Federal com o objetivo de ampliar 270 aeroportos regionais, dos quais 220 já possuem estudos de viabilidade concluídos. O programa é orçado em R$ 7,3 bilhões.

Os 10 outros aeroportos paulistas inclusos no programa são: Ourinhos, Registro, São José do Rio Preto, Botucatu, Fernandópplis, Guarujá, Piracicaba e Rio Claro, Guaratinguetá e São José dos Campos. Os estudos técnicos de infraestrutura dos aeroportos já foram realizados e estão em fase de análise pela SAC.

Confira as reformas previstas:

Araçatuba - Operado pelo Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp), o aeroporto movimenta hoje 164 mil passageiros por ano e o potencial é de 516,6 mil em 2025. As obras previstas são:

- Alargamento em 10 m da pista, de 2.120 m de comprimento;

- Reforma e ampliação do terminal de passageiros, para 4.900 m²;

- Ampliação do pátio para o estacionamento de oito aviões do tipo Boeing-737;

- Ampliação e reforma da seção contraincêndio, de 603 m². 

Araraquara - Também operado pelo Daesp, movimenta hoje 1.077 passageiros por ano e tem potencial para 101,8 mil em 2025. Obras previstas:

- Recuperação e ajuste de declividade da pista de pouso, que terá 1.800 m por 30 m;

- Novo pátio de aeronaves, com seis posições para aviões do tipo Airbus-319; a construção exigirá a demolição de hangares antigos;

- Reforma e ampliação da seção contraincêndio, de 345 m².

Barretos - O aeroporto hoje é operado pela Prefeitura Municipal e não recebe voos regulares. O potencial é para 292 mil passageiros em 2025. As obras previstas são:

- Novo terminal de passageiros, com 2.160 m²;

- Recuperação da pista de pouso, de 1.770 m por 30 m;

- Novo pátio de aeronaves, com capacidade para oito aviões do tipo Airbus-319;

- Reforma e ampliação da seção contra incêndio, de 415 m².

Bauru/Arealva - Operado hoje pelo Daesp, o aeroporto movimenta quase 137 mil passageiros por ano e tem potencial para 179 mil até 2025. As obras previstas são:

-  Recuperação do pátio de aeronaves, com oito posições para aviões do tipo Boeing-737;

- Reforma e ampliação da seção contraincêndio, de 575 m².

Franca - Administrado pelo Daesp, não recebe voos regulares. Tem potencial para até 704 mil passageiros por ano em 2025. Obras previstas:

- Implantação de sistemas e equipamentos no terminal de passageiros, que também será ampliado de 1400 para 1.590 m²;

- Readequação e recuperação da pista, que tem 1.820 m por 30 m;

- Ampliação do pátio de aeronaves para 10 aviões do tipo Airbus-319;

- Reforma e ampliação da seção contra incêndio, de 517 m².

Marília - Administrado pelo Daesp, o aeroporto recebe 70 mil passageiros por ano e tem potencial para quase 179 mil em 2025. As obras previstas são:

- Construção de novo terminal de passageiros, com 3.550 m²;

- Alargamento da pista de pouso, de 35 m para 45 m;

- Novo pátio de aeronaves, com capacidade para oito aviões do tipo Airbus-319;

- Nova seção contraincêndio de 495 m².

Presidente Prudente - Operado pelo Daesp, recebe hoje 257,4 mil passageiros por ano e tem potencial para 574 mil em 2025. Tem uma pista de 2.100 m de comprimento, que será mantida. As obras previstas no aeroporto são:

- Novo terminal de passageiros, com 3.550 m²;

- Novo pátio de aeronaves, com capacidade para nove aviões do tipo Boeing-737;

- Reforma e ampliação da seção contraincêndio, de 683 m².

Sorocaba - Também gerido pelo Daesp, o aeroporto não recebe voos regulares hoje. Tem capacidade para 20,7 mil pessoas por ano em 2025. As obras previstas são:

- Recuperação da pista de pouso, que tem 1.800 m por 30 m;

- Reforma do terminal de passageiros, de 700 m²;

- Recuperação do pátio de aeronaves, que tem capacidade para até quatro aviões do tipo Embraer ATR-72;

- Ampliação e reforma da seção contraincêndio, de 195 m²;

- Implantação de torre de controle.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos